Quitinetes lideram preferência entre público jovem e movimentam o mercado imobiliário em Teresina

O mercado imobiliário vem passando por um processo de transformação. Algumas mudanças podem ser circunstanciais, outras, no entanto, parecem ser tendências, como é o caso dos investimentos em imóveis conhecidos como quitinetes, que é a preferência de estudantes e jovens solteiros, como opção de moradia.

De acordo com o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), esse é um dos setores que mais cresce em Teresina, formatando um público jovem cada vez maior no mercado imobiliário. Em geral, esse tipo de cliente valoriza bastante a localização do imóvel, procurando por regiões centrais ou de alta concentração de opções de entretenimento e de transporte público.

Dessa forma, o presidente do CRECI/PI, Nogueira Neto, explica que muitas pessoas optam em morar em um lugar menor, e além da localização, as condições de moradia são fatores que mais influenciam na hora da escolha. “Os jovens normalmente procuraram um bairro que ofereça uma infraestrutura boa, principalmente no que diz respeito ao transporte urbano coletivo. Além disso, o local deve oferecer em suas redondezas outros serviços básicos como hospitais, supermercados, panificadoras, igrejas, entre outros. Para quem escolhe por esse tipo de residência, a lei da praticidade é uma alternativa para fugir do trânsito complicado”, afirma.

O representante do Conselho ainda dá dicas para quem quer investir no setor e alerta que conhecer o mercado ainda é um dos pontos principais para se obter êxito no negócio. “Em geral, como as pessoas estão atrás de mais qualidade de vida, buscam por um bairro que seja valorizado ou que esteja em processo de valorização. Por isso, é importante conhecer o seu público em potencial para direcionar e oferecer as melhores condições”, diz Nogueira Neto.

O presidente também destaca que o fator preço influencia muito na hora da escolha, e que entre os imóveis mais procurados para aluguel estão os menos onerosos. “Dá para notar que os locatários estão a procura, cada vez mais, de opções que sejam realmente vantajosas para se mudar sem desequilibrar o orçamento, por isso o ramo das quitinetes vêm se destacando no mercado imobiliário da capital, uma vez, que grande parte do público que procura por esse tipo de moradia são jovens que se deslocam do interior para estudar ou trabalhar em Teresina”, conclui.

Rafaella março 19, 2018 Nenhum Comentário

O ACORDO DE CONFORMIDADE COM O CADE

HISTÓRICO

Em maio de 2012, com base na Lei 12.529/11 e alicerçado no art. 170, IV da Constituição Federal, in verbis, o CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica passou a fiscalizar e punir infrações à ordem econômica e à livre concorrência.

Art. 170 – A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios:

IV – livre concorrência;” (negritamos)

 

No entendimento do CADE, desde 5 de outubro de 1988, com a promulgação da atual Carta Constitucional, nenhum produto ou serviço pode sofrer precificação cogente (obrigatória), que induza à ideia de cartelização (uniformização de preços). Na nova regra, além dos fornecedores de produtos e serviços em geral, foram incluídos os Sindicatos, as Associações e os Conselhos de fiscalização profissional, dentre eles os Sindicatos e os Conselhos dos Corretores de Imóveis.

Há cerca de dois anos, em 2015, a FENACI, os Sindicatos da classe, o COFECI e os CRECIs foram intimados pelo CADE a explicar o porquê da existência de uma tabela de preços de serviços em cada estado da Federação. A maioria explicou o que entendia como correto: Com base no art. 16, VIII da Lei 6.530/78, os Sindicatos elaboravam e aprovavam em assembleia uma tabela de preços para cada estado. Os CRECIs, por sua vez, com base no mesmo dispositivo, homologavam tais tabelas e cobravam sua aplicação.

O CADE entendeu que o inciso VIII, do art, 16 da lei 6.530/78 não foi recepcionado pela atual Constituição e, diante de tais justificativas, estava caracterizada a prática de CARTEL, vedada pela Lei e pela Constituição, e abriu processo administrativo contra a FENACI e os Sindicatos a ela filiados e contra o Sistema COFECI-CRECI.

O COFECI, em nome próprio e de todos os CRECIs, respondeu ao processo junto ao CADE contestando todos os argumentos daquela autarquia, na tentativa de evitar uma punição administrativa irrecorrível (o CADE é instância única).

Por fim, não havendo mais como evitar uma condenação não apenas à revogação das tabelas preços dos serviços de corretagem, mas também a multa em valor estratosférico, que podia chegar a muitos milhões de reais, o COFECI decidiu pelo acordo de Conformidade (Compliance), homologado pelo CADE.

O Acordo de Compliance não afeta em nada o funcionamento da profissão de Corretor de Imóveis. Não revoga qualquer tabela e não impede o trabalho com exclusividade como querem fazer crer os néscios e mal-intencionados. A decisão tomada pelo COFECI é a mais coerente e mais consentânea não apenas com a continuidade de nossa organização profissional e com nossa reserva legal de mercado, mas também com uma sociedade mais justa, mais democrática e menos corrupta, especialmente neste momento de tão grandes transformações sociais.

Mas é importante informar que vários outros Conselhos de classe, Sindicatos e Associações também estão sendo processados pelo CADE, inclusive a OAB – Ordem dos Advogados do Brasil. Um deles inclusive já foi apenado com multa de mais de 7 (sete) milhões de reais, além da obrigação de revogar tabelas e paralisar todas as práticas consideradas pelo CADE como lesivas à ordem econômica. O Sistema COFECI-CRECI é pioneiro no Acordo de Conformidade.

 

OPORTUNISMO ELEITORAL

O Sistema COFECI-CRECI, com a mais absoluta transparência, como lhe é peculiar, abriu no último dia 12 de março o Processo Eleitoral para o triênio 2019/2021. Coincidentemente, e sem nenhuma interferência, no dia 13 de março, o CADE homologou em Plenário o Acordo de Conformidade (Compliance) com o Sistema COFECI-CRECI. O COFECI até poderia ter agido nos bastidores para retardar a homologação. Não o fez porque entende que agiu legitimamente em benefício da classe que representa. Com TRANSPARÊNCIA não se tergiversa.

Mas os oportunistas de plantão, por desconhecimento ou por malícia, não perderam a chance. Imediatamente após a desastrada e mal interpretada publicação da homologação pela Folha de São Paulo, nos dias 14 (jornal impresso) e 15 de março (online), uma série de impropérios e inverdades vêm sendo divulgadas pelas redes sociais, criticando néscia e maliciosamente o Acordo com o CADE. Um nefelibata candidato chegou a dizer que o presidente do COFECI não o representa. Ele tem razão! O presidente do COFECI só representa os verdadeiros Corretores de Imóveis.

O acordo simplesmente prevê a implantação de um programa de conformidade (Compliance) visando à adoção de práticas constitucionais em benefício da classe e da sociedade. O Sistema COFECI-CRECI sai, mais uma vez, na vanguarda e será o primeiro dentre os órgãos de representação da classe a adotá-las livremente. Uma iniciativa que reafirma o compromisso do Sistema com a transparência, em um momento político e social tão afetado pelas notícias de corrupção e ilegalidades cometidas por órgãos públicos.

 

NOTA JORNALÍSTICA DA FOLHA

Em relação à publicação do dia 14.03.2018 (versão impressa) e dia 15.03.18 (online) na sessão “Mercado” da Folha de São Paulo, a matéria equivoca-se.

Não houve qualquer sanção ou proibição aplicada pelo CADE ao Sistema COFECI-CRECI. O acordo em questão resulta de um convênio institucional entre o CADE e nosso Sistema, necessário à adequação de nossas normas infralegais ao preceito constitucional da livre concorrência. Não há práticas “danosas à livre concorrência”, como afirma a nota.

O próprio CADE, em seu site (<http://www.cade.gov.br/noticias/acordo-revoga-tabela-de-honorarios-para-corretores-de-imoveis>), informa tratar-se de ato preventivo acordado entre as duas instituições a fim de alterar algumas práticas com potencial anticoncorrencial.

 

ACORDO DE CONFORMIDADE (COMPLIANCE)

Não há condenação, nem assunção de culpa. Não há qualquer proibição, punição ou ato coativo aplicado pelo CADE. Não há multa. O valor acordado é mera contribuição voluntária destinada a patrocinar medidas proativas em defesa da livre concorrência. Outros órgãos de classe, que insistiram em resistir ao acordo, acabaram multados em mais de sete milhões de reais.

O acordo prevê a implantação de um programa de conformidade (Compliance) visando à adoção de práticas constitucionais em benefício da classe e da sociedade. O Sistema COFECI-CRECI sai, mais uma vez, na vanguarda e será o primeiro dentre os órgãos de representação da classe a adotá-las livremente. Uma iniciativa que reafirma o compromisso do Sistema com a transparência em um momento político e social tão afetado pelas notícias de corrupção e ilegalidades cometidas por órgãos públicos.

O acordo não muda nada nem extingue qualquer tabela; apenas reafirma o caráter referencial, e não obrigacional, das tabelas elaboradas pelos Sindicatos da classe, que continuam servindo de parâmetro para a cobrança de honorários. Também não proíbe a exclusividade, como diz a nota. Podemos e devemos, a bem da segurança material e jurídica das partes, continuar exigindo a exclusividade. O acordo prevê apenas que os CRECIs, como já vêm fazendo, não a exigirão dos seus inscritos, mas continuarão a exigir, ainda que sem exclusividade, o contrato escrito de mediação imobiliária.

 

SOBRE O CADE

O CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica foi criado pela Lei nº 4.137/62 como órgão do Ministério da Justiça. Em junho de 1994, por meio da Lei nº 8.884/94, foi transformado em autarquia especial vinculada ao Ministério da justiça, com jurisdição em todo o território nacional. Em maio de 2012, com a Lei 12.529/2011, o CADE passou a ser responsável por instruir os processos administrativos de apuração de infrações à ordem econômica, assim como pelos processos de análise de atos de concentração de atividades.

A nova Lei 12.529/11 submeteu ao CADE decisões sobre fusões e aquisições de empresas, que possam ter efeitos anticompetitivos, e instituiu a possibilidade de aplicação de multas que vão até a 20% do faturamento bruto das empresas ou organizações que forem administrativamente condenadas.

O CADE não é uma agência reguladora da concorrência e sim uma autoridade de defesa da livre concorrência. Sua responsabilidade é julgar e punir administrativamente, em instância única, pessoas físicas e jurídicas que pratiquem infrações à ordem econômica.  Dos processos julgados pelo CADE não há recurso a qualquer outro órgão.

 

João Teodoro da Silva

Presidente do Sistema COFECI-CRECI

Março/2017

Rafaella março 8, 2018 Nenhum Comentário

Dia da Mulher é comemorado com palestra sobre liderança feminina promovida pela CRECI/PI

Na manhã desta quinta-feira (08), corretoras de imóveis foram recebidas com uma programação especial para celebrar o Dia da Mulher, promovida pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI/PI).

O presidente do CRECI/PI, Nogueira Neto, destacou a importância das mulheres para o desenvolvimento do mercado imobiliário. “A mulher conquistou com muita luta seu lugar e representam em torno de 40% do mercado de trabalho no setor imobiliário”, afirma.

A comemoração iniciou com a palestra “Liderança Feminina”, ministrada por Gabriele Mesquita, da Soma Consultoria. A coach abordou o perfil atual das mulheres no mercado de trabalho e os desafios enfrentados.

A corretora de imóveis Sueli Bandeira participou da atividade em homenagem às mulheres e achou a palestra de grande importância para as profissionais. “Achei muito interessante os temas abordados na palestra porque foram essenciais para nos incentivar a inovar cada vez mais”, explica.

A corretora de imóveis e proprietária de imobiliária Marilene Lima de Sousa afirma que ficou bastante satisfeita com o evento. “A palestra foi muito importante porque mostrou que a mulher tem que ter conhecimento dos seus direitos e do que houve de avanços em relação ao mercado de trabalho. A mulher está ganhando destaque com muito esforço”, conta.

A programação incluiu ainda sorteio de brindes e café da manhã para as convidadas.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 15 16 17

Rafaella março 7, 2018 Nenhum Comentário

CRECI-PI apoia fiscalização do TCE para avaliação mercadológica de imóveis

O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI/PI), Nogueira Neto, esteve reunido com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI), Kennedy Barros, na última terça-feira, 06, para tratar sobre a fiscalização dos critérios de cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), aprovada pelo conselho pleno do órgão.

De acordo com o presidente do CRECI/PI, a iniciativa representa uma vitória significativa para a população que sofre com avaliações que fogem da realidade mercadológica e com casos de imóveis de valor semelhante sendo avaliados com diferenças substanciais.

“Durante o encontro com o conselheiro Kennedy Barros, reiteramos o apoio do CRECI/PI à iniciativa de grande importância para a sociedade teresinense, que é a definição de critérios de cobrança do IPTU. Questionamos ainda sobre as cobranças referentes ao Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI)”, explica Nogueira Neto.

O presidente do CRECI/PI acrescenta ainda que o conselheiro do TCE/PI foi bastante receptivo e garantiu que irá incluir nesta pauta a auditoria do setor da cobrança de ITBI no município de Teresina.

Rafaella março 5, 2018 Nenhum Comentário

Creci-PI comemora o dia da mulher com palestra sobre Liderança Feminina

Uma data criada para celebrar e consagrar as mulheres, o dia 8 de março será comemorado pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) com uma programação especial. A partir das 8h as corretoras de imóveis serão recepcionadas pelo Conselho para participar de palestra com o tema “Liderança Feminina”, ministrada por Gabriele Mesquita, da Soma Consultoria.

O evento também é uma forma de comemorar o aumento da participação feminina no mercado imobiliário. A palestra abordará a mulher no mercado de trabalho e os desafios enfrentados em profissões consideradas masculinas e como esses desafios devem ser encarados. A busca por qualificação também deve ser debatida, uma vez que o mercado está cada vez mais exigente.

Segundo uma pesquisa do COFECI (Conselho Federal de Corretores de Imóveis), as mulheres ocupam 20,24% dos postos de trabalho na área. Esse dado reforça também o aumento do número de mulheres nos cursos superiores do Brasil, uma vez que a área de imóveis exige qualificação.

A palestra é gratuita e aberta para todas as corretoras de imóveis no auditório do CRECI. Além da palestra terá também coffee break e sorteio de brindes entre as participantes.

Rafaella fevereiro 28, 2018 Nenhum Comentário

CRECI Itinerante levará diversos serviços para Picos

Diversos serviços serão oferecidos à população da cidade de Picos e região Sul do Estado durante a segunda edição do CRECI Itinerante, ação desenvolvida pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI/PI), que acontecerá entre os dias 1° e 3 de março, na J.C Imobiliária. Na quinta (1°) e sexta-feira (02), os atendimentos acontecerão das 08h às 12h e das 14h às 18h. No sábado (03), o funcionamento será das 08h às 12h.

Na ocasião, o CRECI/PI vai realizar todos os serviços que já são oferecidos no município de Teresina, dentre eles: orientações de como se tornar corretor de imóveis; inscrição Pessoa Física, Pessoa Jurídica; pedido de estágio; recadastramento, cancelamento, transferência e exercício eventual; pagamentos de anuidades; parcelamento, negociação de débitos; e recebimento de denúncias.

O presidente do CRECI/PI, Nogueira Neto, explica que a iniciativa busca facilitar o acesso dos corretores de imóveis e toda a população da região de Picos aos serviços oferecidos pelo Conselho em Teresina. “A primeira edição do CRECI Itinerante aconteceu no norte do Estado e agora estamos levando esta ação para o sul para que os corretores daquela região também sejam contemplados com orientações e diversos outros serviços essenciais”, afirma.

A J.C Imobiliária fica localizada na Travessa Joaquim Leitão, n° 652, 1° andar, sala 02.

Rafaella fevereiro 27, 2018 Nenhum Comentário

CRECI/PI participa do 3° Seminário de Integração Operacional do Sistema Cofeci-CRECI

Membros da diretoria e funcionários do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) participaram do 3° Seminário de Integração Operacional do Sistema COFECI-CRECI, realizado na última semana em Foz do Iguaçu (PR).

Com o objetivo de padronizar e melhorar procedimentos de gestão, o evento contou com diversas palestras e oficinas ministradas por profissionais que abordaram temas como gestão de risco na administração, planejamento da gestão de risco e tecnologia. Dentre os palestrantes estava o auditor do TCU, Jetro Missias, que falou sobre governança, gestão de riscos e valor.

O presidente do CRECI/PI, Nogueira Neto, participou das atividades e destacou a importância do encontro. “O seminário foi excepcional e muito proveitoso porque tivemos a oportunidade de aprofundar nossos conhecimentos sobre responsabilidade e compromisso com a gestão pública”, afirma.

Funcionários do Conselho participaram de oficinas segmentadas para discutir as demandas do seu setor, visando uma boa administração da entidade e a prestação de serviços de qualidade.

O coordenador de fiscalização do CRECI-PI, Lourival Rodrigues, frequentou as oficinas e cursos de capacitação oferecidos durante o seminário que buscaram trabalhar a integralização do sistema COFECI-CRECI. “É a segunda vez que participo do Seminário e este foi melhor de todos. Durante a oficina discutimos a padronização dos procedimentos de fiscalização e tivemos a oportunidade de interagir com os coordenadores de fiscalização de outras regionais”, finaliza.  

2

 Fotos: COFECI-CRECI

Rafaella fevereiro 20, 2018 Nenhum Comentário

Sistema Cofeci-Creci atrai investidores internacionais

O Sistema Cofeci-Creci participará entre os próximos dias 12 a 16 de março, no Palácio de Convenções de Cannes, na França, do Le Marché International des Professionnels de L’immobilier (MIPIM) 2018, o maior e mais importante evento do setor imobiliário no mundo, que reúne em média 22 mil pessoas, proporcionando troca de ideias e experiências entre profissionais de 90 países.

Oportunidade ímpar

“O País que não participa de um evento como esse está jogando fora a oportunidade de se apresentar para o mundo, por isso o Sistema tem feito questão de estar presente, mostrando muitas coisas boas que o Brasil tem, para que as pessoas se interessem a investir nele”, afirmou o presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis, João Teodoro.

Nesse contexto, em outubro passado, o Sistema Cofeci-Creci e o Creci da 8ª Região (Distrito Federal) realizaram em Brasília, o curso Certified International Property Specialist (CIPS), voltado à formação de especialistas em negócios imobiliários internacionais, com o apoio da Latam Cila e a Associação dos Corretores de Imóveis dos Estados Unidos (NAR), entidade com mais de  100 anos de existência, com participação em mais de 60 países.

A turma contou com 39 participantes de todas as partes do Brasil, inclusive da Paraíba, representada pela corretora de imóveis natural de Campina Grande, Thamara Bastos, numa troca de experiências das mais enriquecedoras, pela diversidade cultural e de formação acadêmica.

Instrutores de alto nível

O curso foi ministrado pela instrutora NAR global Aida Turbow e pelo presidente eleito da Confederação Imobiliária Latino Americana (CILA), Luiz Fernando Barcellos e ao final os concluintes obtiveram a certificação através da Nar, após aprovação nos módulos do exame aplicado.

Os temas abordados foram A Europa e os imóveis internacionais, A América e os imóveis internacionais, A Ásia e os imóveis internacionais, Negócios imobiliários globais e Os negócios Imobiliários nos EUA .

Segundo Thamara, o curso Cips lhe deu elementos concretos e realistas para atender clientes internacionais que buscam imóveis no Brasil, através de aulas dinâmicas, objetivas e muito bem elaboradas, ministradas por pessoas experientes e preocupadas na qualidade do aprendizado.

João Teodoro (2)

Ascom – Creci-PB

Foto: Cândido Nóbrega

 

 

Rafaella fevereiro 19, 2018 Nenhum Comentário

Corretores de imóveis de Parnaíba participam de palestra e workshop sobre marketing digital

Corretores de imóveis e estudantes da área participaram de uma palestra e um workshop gratuitos sobre marketing digital, promovidos pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI), em Parnaíba. As atividades ministradas pelo mestre em Comunicação e analista de negócios, Pedro Alexandre Cabral, aconteceram no último final de semana no auditório da FIEPI.

Durante a palestra “Marketing Digital para o mercado imobiliário”, realizada nessa sexta-feira (16), Pedro Alexandre Cabral destacou a importância do uso das estratégias do marketing digital para atrair novos clientes e garantir melhores resultados. “As ferramentas foram listadas para que possamos utilizar, aprender e, acima de tudo, para que possamos criar um relacionamento muito mais assertivo com os nossos clientes”, explica.

A corretora de imóveis Maria do Socorro Lins Brasiliense elogiou a iniciativa do CRECI-PI de levar as atividades para Parnaíba. “É uma grande oportunidade este tipo de evento aqui no litoral. Nos sentimos muito prestigiados e gostaríamos que acontecesse mais vezes”, elogia.

No workshop realizado no sábado (17), os participantes tiveram a oportunidade de conhecer ferramentas que podem auxiliar os corretores de imóveis na hora de divulgar seus imóveis.

Para o corretor de imóveis Reginaldo Ferreira Freitas, o treinamento foi de grande importância para a categoria. “Precisamos estar atualizados diante dos novos meios de comunicação via internet. Cada dia que passa a tecnologia avança e temos que acompanhar. Espero que o CRECI continue nos incentivando a buscar mais aprendizado”, conta.

O presidente do CRECI-PI, Nogueira Neto, recepcionou os participantes da palestra e agradeceu a presença dos corretores de imóveis. “Os eventos que preparamos têm como objetivo a capacitação, uma vez que, devemos estar preparados para essa nova realidade do mercado imobiliário utilizando bem estas novas ferramentas do marketing digital”, afirma.

Todos os participantes da palestra e do workshop sobre marketing digital voltado para o mercado imobiliário receberão certificados.

O delegado do CRECI de Parnaíba, Neemias Bergamini, também compareceu às atividades e reforçou os benefícios do treinamento para os profissionais. “O marketing digital trará muitos benefícios para nós e espero que todos tenham absorvido o que foi repassado durante a palestra e o workshop e assim possamos crescer e ter ainda mais sucesso”, conclui.

1 2 3 4 5 6 7 8

9

Rafaella fevereiro 8, 2018 Nenhum Comentário

Conselho realizará palestra e workshop sobre marketing digital para corretores do litoral

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) realizará nos dias 16 e 17 de fevereiro uma palestra e um workshop gratuitos sobre marketing digital para os profissionais e estudantes da área da cidade de Parnaíba e adjacências. As atividades serão ministradas pelo mestre em Comunicação da UFPI, Pedro Alexandre Cabral. Os eventos serão realizados no auditório do Fiepi, localizado na Rua Riachuelo, 455, Centro, Parnaíba-PI.

 

No dia 16 será apresentada a palestra “Marketing Digital para o mercado imobiliário”, das 17h às 18h, com o objetivo de discutir como o emprego de estratégias de marketing digital podem ser direcionadas para melhorar os resultados no mercado imobiliário. Já no dia de 17 será realizado um workshop, de 8h ás 12h, com o intuito de apresentar ferramentas e técnicas acerca do marketing digital para os corretores de imóveis.

De acordo com o presidente do Conselho, Nogueira Neto, a palestra e o workshop irão agregar conhecimento na bagagem dos profissionais que desejam estar à frente e acompanhar o desenvolvimento da tecnologia e das mídias sociais. Para ele, é preciso que o profissional acompanhe as demandas do mercado e saiba se relacionar com o cliente para conseguir passar pela crise financeira.

“O Conselho proporciona aos corretores como também aos estudantes atividades que enriqueçam seu currículo. Estamos na era digital e não dá mais para ficar preso a técnicas antigas. Promovemos uma atividade semelhante como essa em Teresina e o retorno foi muito positivo. Agora, levaremos conhecimento aos profissionais de Parnaíba e cidades vizinhas. Todos devem se sentir contemplados”, explicou o presidente.

Para a profissão de corretor de imóveis é fundamental conhecer as novas mídias que auxiliam no relacionamento com o cliente.  As redes sociais, o e-mail marketing e o Customer Relationship Management (CRM) são exemplos de ferramentas de relacionamento entre o profissional e o comprador. Além disso, os profissionais que dominam as novas mídias sociais conseguem mensurar seus resultados e saber o que precisa ser melhorado para atrair novos clientes.