Rafaella abril 29, 2020 Nenhum Comentário

Mercado imobiliário no Combate ao Coronavírus

Apresentação

O Sistema Cofeci-Creci elaborou esta Cartilha com o objetivo de informar a todos os profissionais de imóveis sobre a doença COVID-19, bem como as medidas preventivas em casa e no trabalho que podem ajudar a combater o seu causador, o novo coronavírus.

Faça bom uso deste material, leia-o atentamente, distribua-o aos seus clientes e amigos e vamos juntos fazer a nossa parte no controle dessa doença.

O que é COVID-19?

É a doença causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. A COVID-19 apresenta quadro clínico que varia de infecções assintomáticas (sem sintomas) a respiratórios muito graves.

 

Quais são os sintomas?

Os sintomas podem variar de simples resfriado até forte pneumonia, sendo os mais comuns:

  • Tosse
  • Febre
  • Coriza
  • Dor de garganta
  • Dificuldade para respirar

 

Como acontece a transmissão?

Uma pessoa infectada, mesmo sem apresentar os sintomas, pode passar para outra por contato como:

  • Aperto de mão
  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Tosse
  • Catarro
  • Objetos ou superfícies contaminadas, como chão, celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Como se proteger do contágio pelo vírus?

Vale para sua casa, vale para o seu trabalho:

Lave as mãos com água e sabão frequentemente ou higienize com álcool em gel 70%

  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos
  • Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados
  • Mantenha uma distância de 2 metros de qualquer pessoa
  • Não é momento de apertos de mãos, abraços, beijos. Adote comportamento amigável, mas sem contato físico.

Mais dicas de proteção!

Evite circulação desnecessária nas ruas e locais públicos. Evite aglomerações. Se puder, fique em casa • Se estiver com resfriado ou gripe, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos • Durma bem e tenha uma alimentação saudável • Utilize máscaras de proteção se tiver de sair de sua casa • Higienize o seu celular e os brinquedos de crianças com bastante frequência.

Como evitar o contágio pelo coronavírus no ambiente de trabalho?

O protocolo padrão recomendado aos profissionais de imóveis é:

Distanciamento social

  • Higiene pessoal
  • Sanitização de ambientes
  • Comunicação sobre as medidas preventivas adotadas no local de trabalho
  • Monitoramento das pessoas presentes no estabelecimento

* Use sempre máscara de proteção e/ou mantenha cerca de 2 metros de distância entre as pessoas. Vale a pena repensar a distância entre as estações de trabalho, de modo a aumentar a distância entre as pessoas.

* Se algum colega de trabalho apresentar sintomas de gripe, melhor liberá-lo para o trabalho de casa (home office) ou até mesmo iniciar o isolamento de 14 dias.

 

Mais medidas preventivas no ambiente de trabalho!

Os mesmos cuidados necessários em casa devem se estender às empresas de modo geral. É preciso atenção especial aos objetos e áreas compartilhadas como:

– Telefones fixos

– Interruptores

– Controles de temperatura

 –  Maçanetas e corrimãos

–  Botões de impressoras e copiadoras

– Equipamentos de salas de conferência

– Descargas e torneiras de banheiro

Como atender a um cliente?

Se for necessário o atendimento presencial, evite conversar em locais fechados, prefira locais abertos e ventilados.

 Não se esqueça de evitar qualquer contato físico e mantenha distância de 2 metros. Hoje, isso é sinal de pleno respeito entre as pessoas.

 Utilize máscaras de proteção.

 Sugira uma visita Test Drive Certifique-se com o proprietário que o imóvel esteja higienizado e deixe seu cliente conhecer o imóvel à vontade, enquanto você aguarda do lado de fora.

Sugestões para atendimento de clientes do profissional de imóvel

Que tal propor conversas ou negociações via telefone, celular ou comunicadores online? Existem vários disponíveis e certamente vocês terão um em comum e, por meio deles, é possível enviar documentos, fotos, vídeos e até áudios gravados. Aproveite este momento para fazer valer a inovação e tecnologia tão importantes e já presentes na corretagem de imóveis atual.

Importante: Nossa Legislação diz que contratos digitais têm plena validade jurídica, desde que tenham a aptidão para cumprir as funções de qualquer contrato escrito.

Atenção: Nas crises surgem as melhores oportunidades

Já reparou que toda dificuldade parece abrir portas para novas soluções e oportunidades? Pois é, com o mercado imobiliário não é diferente. Daqui para frente, o nosso mercado será um dos maiores nichos de investimentos do país, principalmente com a queda da Bolsa de Valores. Em vez da imensa incerteza de investir em ações ou em outras variáveis, investidores buscarão segurança e valorização, o que só o mercado imobiliário tem comprovado ser capaz de oferecer.

O Corretor de imóveis que melhor se adaptar à realidade atual e pós coronavírus, mostrando se antenado, atualizado e sendo capaz de levar valorização e rentabilidade para seus clientes, muito provavelmente alcançará seus maiores objetivos de vida.

Dicas Finais

– Empatia e compreensão são os trunfos do momento. Se coloque no lugar do cliente e ele se colocará no seu lugar.

–  Fazer com que os seus clientes tenham boas experiências durante essa pandemia poderá destacá-lo da concorrência.

– Demonstrar aptidão às mudanças é o que pode colocá-lo ainda mais em evidência Já pensou ser a solução segura, preventiva e certeira que os clientes tanto procuram nestes dias?

Seja lembrado super positivamente após o surto de coronavírus em sua carreira seguindo todas estas dicas.

Fonte: Sistema Cofeci-Creci

Rafaella abril 24, 2020 Nenhum Comentário

Rui de Sousa assume presidência do CRECI-PI

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI/PI) passa a ter um novo presidente em exercício, após o falecimento precoce do presidente Nogueira Neto. A partir de agora o até então 1º Diretor Secretário, Rui de Sousa Rodrigues, assume a presidência da autarquia na luta da defesa dos interesses da categoria.

Segundo o presidente Rui de Sousa Rodrigues, a ideia é dar continuidade ao excelente trabalhado que já vinha sendo desenvolvido com maestria pele presidente Nogueira Neto. “Assumo essa missão não apenas para cumprir o preceito legal estabelecido em nossa autarquia, mas também para honrar o compromisso firmado com toda a categoria e com nosso querido Nogueira Neto que partiu de forma tão precoce”, afirmou o presidente.

Nogueira Neto esteve a frente das ações da autarquia ao longo da gestão 2013/2015, gestão 2016/2018 e gestão 2019/2021, sempre defendendo com altivez os interesses dos profissionais piauienses. O novo presidente deve convocar em breve novas eleições para que seja eleita a nova diretoria da entidade.

“Durante esse período de administração o nosso trabalho será pautado em todos os preceitos estabelecidos desde o princípio da nossa gestão, ou seja, com probidade, honra e somando forças para fazer o melhor possível em prol da sociedade e da nossa categoria. Com as bênçãos de Deus, convoco a todos para estarem mais presentes no nosso conselho e fazermos juntos uma gestão participativa. Desde já o meu muito obrigado a todos”, disse Rui de Sousa Rodrigues, novo presidente do CRECI-PI.     

Rafaella abril 24, 2020 Nenhum Comentário

Nota de Pesar

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) lamenta com profundo pesar o falecimento do empresário, contribuinte da economia piauiense e nome à frente de uma das maiores redes varejistas do nordeste, Sr. João Claudino. Neste momento de dor e tristeza, desejamos as nossas mais sinceras condolências aos familiares, amigos e integrantes do grupo empresarial por essa inestimável perda.

Rafaella abril 24, 2020 Nenhum Comentário

CARTA ABERTA

Aos meus amigos, corretores de imóveis, membros da diretoria, conselheiros efetivos e suplentes, colaboradores do CRECI-PI.

Em passado muito recente nosso presidente Manoel Nogueira Lima Neto, meu amigo e conselheiro pessoal, uma pessoa que eu admirava e me espelhava como cidadão, pai de família, profissional e, sobretudo, amigo dos amigos, nos deixou. Ninguém, absolutamente ninguém, estava preparado para a sua partida. O Conselho de Corretores de Imóveis do Piauí, na condição de instituição pública, embora órfão de um grande líder, teve que seguir adiante, e o amigo Dalton Sampaio, 1º Vice-Presidente assumiu a pasta. Mas por motivos pessoais e de foro íntimo decidiu declinar do cargo, o que também aconteceu com o amigo Abílio de Moura, nosso 2º Vice-Presidente.

Pelo regimento interno, eu, na condição de 1º Diretor Secretário, devo assumir a presidência do CRECI e convocar o conselho para novamente eleger sua diretoria e aceitei essa missão. Não apenas para cumprir o preceito legal estabelecido em nossa autarquia, mas para honrar o compromisso firmado com toda a categoria e com nosso querido Nogueirinha.

Gostaria de comunicar a todos que esse pequeno período de administração será pautado em todos os preceitos estabelecidos desde o princípio da nossa gestão, ou seja, com probidade e honra e somando forças para fazer o melhor possível em prol da sociedade e de nossa categoria.

Com as bênçãos de Deus, convoco a todos para estarem mais presentes no nosso conselho e fazermos juntos uma gestão participativa.

Desde já o meu muito obrigado.

RUI DE SOUSA RODRIGUES Presidente do CRECI da 23ª Região/PI

Rafaella abril 23, 2020 Nenhum Comentário

Especialista aponta lições aprendidas pelo mercado imobiliário com a covid-19

Em meio à crise causada pela covid-19, muitas incertezas pairam sobre o mercado de uma forma geral. O ano de 2020 começou com otimismo no que diz respeito ao mercado de imóveis, com a queda dos juros e das taxas de financiamento e uma ligeira recuperação da economia, mas agora com a paralisação causada pela pandemia e pelas medidas de isolamento social, muitos se perguntam qual será o futuro deste mercado daqui para frente.

O consultor e especialista no mercado imobiliário, Rafael Scodelario, aponta que, apesar da covid-19, este setor deve continuar crescendo, contanto que empresas e profissionais estejam preparados para se atualizarem: “a pandemia do novo coronavírus nos ensinou a tirar máximo proveito das tecnologias que muitas vezes já estavam implementadas mas que fazíamos subutilização. Quando tudo isto passar o mercado seguirá crescendo em demanda e volume de vendas por diversos motivos. Além disso, toda a situação serviu para nos ensinar valiosas lições que apontam para uma evolução neste mercado.”

Rafael Scodelario separou seis lições aprendidas com o covid-19 e traz avaliações de que transformações o mercado sofrerá desde já e como tirar o máximo proveito deste aprendizado para seguir produtivo e fechando vendas e locações. Confira:

 

1- Contato pessoal

O contato pessoal será cada vez menor e as empresas e corretores terão de investir em tecnologia, para trazer a sensação para o cliente de estar visitando o imóvel mesmo em ambiente virtual. O contato pessoal será muito menor e tudo cada vez mais online.

2- Reuniões serão teleconferências

Devido à covid-19, mesmo após o fim da pandemia, daqui pra frente as reuniões online via zoom, skype e aplicativos de videoconferência serão cada vez mais ativas.

3- Contratos digitais

Assinatura digital será mais utilizada. Há 3 meses atrás, menos de 5% dos negócios que fechávamos tinham contratos assinados digitalmente. Com a covid-19, este número irá aumentar drasticamente daqui em diante. Na última semana, 100% dos contratos celebrados foram por assinatura digital.

4- Ter um caixa é fundamental

Muitas empresas estão quebrando por não ter um caixa para situações de emergência com a crise da covid-19. É preciso ter um caixa que suporte até mesmo um momento de ruptura e perda de 100% do faturamento, como é o caso da maioria das empresas do setor, que viram o volume de negócios despencar a quase zero com o fim das visitas a imóveis e a perda do poder de compra com as demissões em massa e moratórias.

5- O mercado continuará ativo e crescendo

Independente da covid-19, as pessoas continuarão comprando imóveis. Quando passar a pandemia, elas continuarão casando, divorciando, se mudando, tendo filhos e com isso sempre haverá a necessidade de alugar, de comprar ou vender. A demanda sempre vai existir, mas será necessário que corretoras e imobiliárias se atualizem.

6- Investimento imobiliário hoje ainda é propício

O mercado imobiliario este ano ainda é promissor. SELIC em queda com a possibilidade de cair ainda mais. Hoje é de 3,5%, menor patamar histórico. Além disso, as taxas de financiamento estão mais baixas do que jamais estiveram, na casa dos 6% ao ano. Há dois anos atrás era impensável chegarmos a esse patamar no Brasil.

Além dos incentivos e mercado mais sólido, investir em imóveis independe da queda na bolsa de valores e de outros índices financeiros. Nos últimos 45 dias a Bolsa chegou a cair 40%. Ao comprar um imóvel pode-se ter uma crise de liquidez mas nunca perda, porque o imóvel está lá, mobilizado e assegurado. Sempre será um bom investimento.

 

Fonte: Olimpia 24h

Rafaella abril 20, 2020 Nenhum Comentário

Procuradoria da Fazenda Nacional lança edital de credenciamento de leiloeiros do Piauí

Corretores do Piauí podem participar da formação de credenciamento de leiloeiros, corretores e administradores-depositários da Procuradoria da Fazenda Nacional no Estado do Piauí (PFN-PI). O edital lançado pela procuradoria informa que o cadastro deve ser realizado no período de 04 de maio à 01 de Junho deste ano.

O leiloeiro cadastrado, nos termos do edital e da legislação vigente, ficará habilitado a realizar depósito, guarda, conservação, administração (com eventual devolução aos proprietários) e leilão judicial ou alienação por iniciativa particular de bens penhorados em processos judiciais de interesse da Fazenda Nacional. Com as habilidades, a atuação dos credenciados pode ser vinculada a leilões ou lotes de bens penhorados em determinado Juízo ou Comarca, mediante expressa determinação da PFN-PI.

O corretor que estiver com o cadastro efetivado, nos termos do edital, ficará habilitado a realizar depósito, guarda, conservação, administração (com eventual devolução aos proprietários) e alienação por iniciativa particular de bens penhorados em processos judiciais de interesse da Fazenda Nacional, podendo a atuação do credenciado ser vinculada a leilões ou lotes de bens penhorados em determinado Juízo ou Comarca, mediante expressa determinação da PG.

Já o Administrador-depositário, mediante a legislação vigente, ficará habilitado a atuar na penhora de estabelecimento empresarial, na penhora de percentual de faturamento de empresa e na penhora de frutos e rendimentos de coisa móvel ou imóvel nos processos judiciais de interesse da Fazenda Nacional.

No Piauí, mais de 25 mil processos de cobrança são movidos pela Fazenda Nacional e cerca de R$ 13,2 bilhões de créditos inscritos em Dívida Ativa da União no Estado. Com atividade em funcionamento, mais de R$ 8 bilhões apresentam bom e médio potencial de recuperação.

Para mais informações do edital acesse: https://www.pgfn.gov.br/assuntos/credenciamento-de-leiloeiro/1a-regiao/pi/edital-01-2020.pdf ou pelo e-mail: pfn.pi@pgfn.gov.br

Rafaella abril 15, 2020 Nenhum Comentário

Governo Federal libera auxílio emergencial para corretores de imóveis   

Em virtude do enfrentamento da pandemia do coronavírus, o Governo Federal recentemente anunciou a liberação do auxílio emergencial para corretor(a) de imóveis. A medida regulamentada pela Lei 13.982/2020 é uma conquista da Frente Parlamentar do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), juntamente com outros Conselhos de Classe, para a inclusão dos profissionais autônomos no rol dos beneficiários do auxílio emergencial.

O auxílio emergencial é uma contribuição financeira, no valor de R$ 600,00, que será paga pelo Governo Federal a trabalhadores que se encaixam em alguns requisitos, como  ser  maior de 18 (dezoito) anos de idade; não ter emprego formal ativo e não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial, ou beneficiário do seguro-desemprego, ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado, o Bolsa Família.

O benefício só será liberado também para pessoas cuja a renda familiar mensal seja de até R$ 522,50 por pessoa ou a renda familiar mensal total seja de até R$ 3.135,00. Outra condição é que a pessoa seja microempreendedor individual (MEI), contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social ou trabalhador informal (empregado, autônomo ou desempregado). Também tem direito ao benefício os trabalhadores intermitentes inativo, que estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) até 20 de março de 2020. 

Neste sentido, os corretores de imóveis possuem direito a receber o auxílio em virtude de se encaixarem como trabalhador autônomo. Porém, para receber o benefício é necessário que o profissional esteja inscrito no CadÚnico ou Cadastro Único, que é um sistema do Governo Federal que contém um conjunto de informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda, em situação de pobreza e extrema pobreza. Tais dados são usados pelo Governo Federal, pelos Estados e pelos municípios para implementação de políticas públicas.

Assim, caso o corretor não esteja inscrito no CadÚnico é necessário que o profissional faça uma autodeclaração, no momento em que for solicitar o auxílio emergencial. A medida irá suprir a exigência de inscrição no CadÚnico, para fins de recebimento do auxílio emergencial.

Vale ressaltar que o auxílio emergencial será pago pelo Governo Federal durante o período de 3 (três) meses. O pedido para receber o benefício pode ser feito por meio do site: auxilio.caixa.gov.br ou através do APP CAIXA|Auxílio Emergencial, que pode ser baixado nas lojas de aplicativos para celulares Android e IOS.

Se a corretora for provedora de família monoparental, ou seja, formada por apenas pai ou mãe, a mesma terá direito a receber duas cotas do auxílio, totalizando o valor de R$ 1.200,00 mensais.

Rafaella abril 14, 2020 Nenhum Comentário

Caixa anuncia 6 meses de carência nas prestações de novos contratos habitacionais

A Caixa Econômica Federal anunciou que os novos contratos de financiamento imobiliário fechados a partir da próxima segunda-feira (13) terão carência de seis meses para o pagamento. Durante esse tempo, as pessoas físicas não precisarão pagar as parcelas.

Em anúncio feito por meio de uma rede social, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que, para contratos imobiliários antigos de pessoas físicas, permanece o prazo de suspensão de até 3 meses para o pagamento das prestações. De acordo com ele, porém, esse prazo pode ser esticado caso a crise se agrave.

“Há um compromisso nosso que, se houver uma crise mais forte, nós avaliaremos estender para quatro meses [o prazo de suspensão de pagamento]”, declarou.

Para ter direito, os clientes devem procurar o banco e solicitar a suspensão. A recomendação é para a utilização dos canais digitais, como banco pela internet, aplicativos para celulares, como o “Habitação CAIXA”, além dos telefones 3004-1105 e 0800 726 0505. Para renegociação dos contratos, o cliente pode entrar em contato pelo telefone 0800 726 8068 .

A Caixa também anunciou nesta quinta-feira a possibilidade de os clientes utilizarem a conta vinculada ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para pagamento de parte da prestação.

Outras medidas para pessoas físicas anunciadas pela Caixa:

  • Clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso poderão optar pelo pagamento parcial da prestação do financiamento, por 90 dias;
  • Aos clientes que constroem com financiamento da Caixa (construção individual), será permitida a liberação antecipada de até duas parcelas, sem a vistoria;
  • Renegociação de contratos com clientes em atraso entre 61 e 180 dias, permitindo pausa ou pagamento parcial das prestações;
  • Pausa de 90 dias no financiamento habitacional, para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso, incluindo os contratos em obra.

Medidas para empresas

A instituição financeira também anunciou ações para empresas, com validade também a partir da próxima segunda-feira (13).

  • Antecipação de até 20% dos recursos do Financiamento à Produção de empreendimentos para obras a iniciar;
  • Antecipação da liberação dos recursos correspondentes a até três meses, limitado a 10% do custo financiado, para obras em andamento e sem atrasos no cronograma;
  • Liberação de recursos de financiamento à produção não utilizados pela empresa nos meses anteriores, limitado a 10% do custo financiado;
  • Pausa no financiamento à produção de 90 dias, para clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso, incluindo os contratos em obra;
  • Permitir o pagamento parcial da prestação do financiamento, por até 90 dias, para os clientes adimplentes ou com até duas parcelas em atraso;
  • Inclusão ou prorrogação de carência por até 180 dias, para os projetos com obras concluídas e em fase de amortização;
  • Possibilidade de prorrogação do início das obras por até 180 dias;
  • Admitir a reformulação do cronograma de obra, nos casos de contingências na execução por questões decorrentes da pandemia.

Fonte: G1

Rafaella abril 13, 2020 Nenhum Comentário

Missa de 7º dia

A família do presidente Manoel Nogueira Lima Neto convida a todos para a realização da missa de 7º dia. A mesma será realizada virtualmente hoje (13) pelo facebook da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, a partir das 18:00

Rafaella abril 8, 2020 Nenhum Comentário

Comunicado

O Creci/PI informa que a cerimônia de cremação do presidente Nogueira Neto será realizado hoje (8), às 17:30h, no cemitério Alto da Ressurreição.

Posteriormente, após esse período de pandemia, a família realizará cerimônia religiosa e sepultamento das cinzas para que todos os amigos e familiares possam se despedir.

Agradecemos todas as orações e mensagens de condolências.