04
Rafaella fevereiro 21, 2019 Nenhum Comentário

Com o objetivo de combater o exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis em todo Piauí, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-PI) renovou convênio com a Polícia Militar do Piauí, que atuará na repressão dos falsos corretores durante as fiscalizações do Conselho. A assinatura do Termo de Cooperação Técnica aconteceu nesta quinta-feira, dia 21, na sede do Comando Geral da PM, por meio do comandante Lindomar Castilho, e o presidente do CRECI, Nogueira Neto, além dos fiscais e diretores da entidade.

Os fiscais do Creci poderão acionar o serviço telefônico de emergência 190 e o disque denúncia para que as providências sejam tomadas pela PM. “A Polícia Militar estará atenta as demandas que surgirem. Estaremos orientando os policiais para que a partir deste termo de cooperação possam dar o suporte necessário ao encaminhamento de qualquer ocorrência. Onde houver necessidade da nossa atuação, seja em Teresina, Picos, Parnaíba ou qualquer outra cidade que tenham pessoas atuando de forma clandestina, daremos suporte. Da nossa parte estamos aqui de portas abertas para colaborar com transparência em qualquer ato que venha acontecer na nossa sociedade”, afirmou o comandante geral da PM, Cel. Lindomar Castilho.

De acordo com Nogueira Neto, presidente do CRECI-PI, a prioridade do órgão é intensificar as fiscalizações para proteger a categoria e, principalmente a sociedade, devido ao crescente número de pessoas que atuam como falsos corretores de imóveis. “Com a renovação desse convênio com a Polícia Militar vamos intensificar ainda mais o nosso trabalho de fiscalização. Nosso foco é garantir segurança a todas as pessoas durante uma transação imobiliária e com a Polícia atuando conjuntamente, os falsos corretores serão combatidos mais rapidamente. Já tivemos resultados muito positivos em nosso primeiro convênio e iremos nos fortalecer ainda mais com essa nova parceria”, frisou.

Somente no mês de janeiro foram realizadas 262 diligências. Entre as principais irregularidades está a facilitação e/ou atuação ilegal da profissão e má conduta contra o Código de Ética. Segundo o coordenador do departamento de fiscalização do Conselho, Danyell Viana, o CRECI monitora em todo Piauí as atividades dos corretores de imóveis e imobiliárias como também da legalidade de empreendimentos imobiliários. “Em 2019 estamos ainda mais atentos as irregularidades relacionadas a área e nosso objetivo é prosseguir com as fiscalizações e continuar combatendo o exercício ilegal da profissão, fiscalizando as inspeções de registro imobiliário dos imóveis e a autorização de venda e situação de regularidade junto ao Conselho”, explicou.

01

02

03

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *