????????????????????????????????????
Rafaella fevereiro 8, 2019 Nenhum Comentário

Na manhã dessa quinta-feira, 7, representantes do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) estiveram na sede da Procuradoria Geral de Justiça para encaminhar denúncias referentes ao exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis. Ao todo, foram entregues 111 processos ao Ministério Público do Piauí.

Segundo o presidente do CRECI-PI, Nogueira Neto, o objetivo é inibir as fraudes e denunciar falsos corretores de imóveis que vem atuando no Estado. “O nosso encontro foi muito proveitoso. O Ministério Público é uma entidade séria e que está em parceria com o CRECI-PI para dinamizar as fiscalização da nossa entidade. Com o apoio do Ministério Público, sem dúvidas, iremos reduzir os prejuízos à sociedade”, explicou o presidente.

O Conselho alertou que falsos corretores estão agindo no mercado e seus clientes, ao fecharem negócio, correm risco de ter prejuízos financeiros. O corretor de imóveis devidamente registrado dá respaldo às transações imobiliárias, uma vez que, está amparo por lei.

O procurador Cleandro Moura recebeu os processos e informou que encaminhará para os setores competentes. “O MPPI encaminhará todas as denúncias para o Núcleo de Promotorias Criminais, que fará a distribuição entre as promotorias responsáveis pelas aplicações das medidas corretivas. Entre elas, a requisição da instauração de inquéritos policiais”, afirmou. A reunião também contou com a presença do coordenador-geral do Procon Piauí, Nivaldo Ribeiro.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *